Raio de Sol foca em profissões da área de saúde

Escola Franciscana Imaculada Conceição
Raio de Sol foca em profissões da área de saúde
Interação com profissionais tem ajudado estudantes na escolha

Conhecimento. Essa foi a palavra que definiu o encontro de mais uma etapa do projeto de orientação vocacional junto às turmas de 3ª série do Ensino Médio, o Raio de Sol. Dessa vez os alunos conheceram as profissões de educador físico, com a presença da antiga aluna Natália Amaro e de nutricionista, com Raira Azóia. As profissionais, já estabelecidas no mercado de trabalho, interagiram com os alunos, repartiram suas vivências e possibilitaram que os estudantes mergulhassem de forma muito próxima nessas duas atividades que fazem parte do leque de profissões pelas quais eles se interessam.

Maria Rita Berbel, aluna do terceirão, considera muito importantes esses encontros com profissionais de diferentes áreas “ainda mais num período tão decisivo”, diz ela. A estudante destaca que, por meio desse contato, acabou aprendendo muito sobre as profissões em pauta. “Pudemos tirar nossas dúvidas num contato frente a frente. "Pelo que as pessoas falaram, já nos sentimos próximos do ambiente de trabalho, já podemos nos imaginar lá e, assim , questionarmos de iremos gostar, se aquela profissão será boa para nós”, elogia. “Uma pessoa que está penando numa profissão, pelo Raio de Sol consegue conhecer melhor a área e ter certeza do que quer fazer futuramente”, diz a estudante Beatriz Rosa.

Outro aspecto que foi bastante destacado pelos estudantes foi a diferença do projeto com a prática de simplesmente realizar um teste vocacional. Eles consideram que a pressão da escolha nessa fase de seus estudos é muito grande, e que o teste só aumenta essa expectativa. “A escolha não é algo que vem de uma hora para outra, escolhemos com o tempo”, diz Beatriz. Para ela, com o contato com as profissionais fica mais fácil saber se quer ou não essa experiência compartilhada para sua futura vida profissional. Natália Amaro, em sua fala final aos estudantes, amenizou essa pressão, ao dizer “vocês são muito novos para decidir o que querem fazer do resto da vida de vocês”, referindo-se às inúmeras possibilidades de atuação que uma única formação universitária proporciona. “Profissão é muito mais que um trabalho, é você se encontrar e encontrar uma forma de ajudar o outro”, finalizou Raira Azóia.

 

 

Notícias