Conteúdo de ecologia gera Ecobingo

Escola Franciscana Imaculada Conceição
Conteúdo de ecologia gera Ecobingo
O jogo gerou interação dos alunos com o conteúdo

Aproveitando a enorme identificação do público jovem com o universo “game”, a educação tem se valido da Gamificação (ou, em inglês, gamification) como aposta educacional, uma vez que a tecnologia é uma linguagem familiar para essa geração, constantemente conectada. Adaptando o conceito, a professora Fabiana Rodrigues Nunes desenvolveu, com os alunos das turmas de 6º Ano A e B, do Ensino Fundamental, um bingo sobre relações ecológicas, batizado de Ecobingo. As rodadas aconteceram em sala presencial e on-line, no dia 29 de setembro, mas antes disso, houve a mobilização dos alunos na aprendizagem dos conceitos e na criação do jogo.

“O bingo foi uma excelente ferramenta para os alunos compreenderem tudo que estudamos em sala de aula, foi realizado em grupo e contamos com a participação de todos, num momento descontraído e de muito aprendizado. O jogo é dinâmico e uma forma bem atraente de se estudar ecologia”, considera a professora.

A dinâmica foi iniciada com o objeto de conhecimento em sala. Foram estudadas todas as relações estabelecidas entre os seres vivos, tanto as relações harmônicas (intraespecíficas e interespecíficas), quanto as desarmônicas (intraespecíficas e interespecíficas). Posteriormente, a professora elaborou algumas cartelas de bingo contendo exemplos dessas relações. Também foram listadas todas as relações ecológicas estudadas e enumeradas de 1 a 12. Dessa maneira, no sistema de jogo de bingo, era sorteado um número.  Junto a este número, estava uma relação ecológica anunciada pela professora. Cabia ao aluno identificar e marcar na cartela do bingo o exemplo. Quando ocorria o Ecobingo, os exemplos e as relações ecológicas eram conferidas, para que o jogo continuasse.

“Esse tipo de atividade é desafiadora, uma forma bem eficiente de reforçar o conteúdo, compartilhar o que sabemos e tirar dúvidas. É, também, um meio de interação entre a professora e os alunos”, finaliza Fabiana.

Notícias